ARQUIVOS E BUSCAS: junho 2012

SEIS VARIADOS E ANIMADOS SHOWS FAZEM O SUCESSO DE NOSSA SÉRIE NO ESPAÇO CULTURAL VEJA SP DE CAMPOS DO JORDÃO

29/06/2012

NOMES EMERGENTES FAZEM SUCESSO NO ESPAÇO VEJA SP EM CAMPOS DO JORDÃO

Hoje, mostramos apenas opções musicais de nomes e bandas emergentes, num trabalho de formação de público que tem reunido centenas de pessoas na platéia. Nos outros anos, quando fizemos também a seleção e produção de peças de teatro infantil, misturamos artistas consagrados e atrações pouco conhecidas, que hoje ganham os principais palcos brasileiros. Ao comemorarmos dez anos desse trabalho, queremos agradecer aos selecionados da série atual e a nomes como Alexandre Grooves, André Frateschi & Miranda Kassin, Arnaldo Antunes, Banda Glória, Banda Paralela, Beatles Segundo a Cia. Filarmônica, Big Time Orchestra, Chico César, Diego Figueiredo, Duofel, Fernanda Abreu, Eduardo Dussek, Funk Como Le Gusta, Guga Stroeter e Heartbreakers, Guilherme Arantes, Havana Brasil, Jair Oliveira, Léa Freire, Luciana Mello, Michel Freidenson, Paulo Padilha, Paula Lima, Pedro Mariano, Simoninha, Teco Cardoso, Tony Gordon, Trovadores Urbanos, Ulisses Rocha, Vânia Abreu, Verônica Ferriani, Virgínia Rosa e Zimbo Trio, entre tantos outros.
Devemos destacar, ainda, o apoio de empresas amigas de produção como a Baseeventos, SH Eventos e Simultânea, e a primorosa equipe de Lé Dantas/Silvio Francisco no som e na luz.
Nossos agradecimentos e aplausos especiais também à equipe de Marketing da Editora Abril/Veja São Paulo, que mantém vivo esse espaço de lazer e cultura.

' st_title='SEIS VARIADOS E ANIMADOS SHOWS FAZEM O SUCESSO DE NOSSA SÉRIE NO ESPAÇO CULTURAL VEJA SP DE CAMPOS DO JORDÃO' st_url='http://www.textoseideias.com.br/homepage/nossa-serie-completa-dez-anos-no-espaco-cultural-veja-sp-de-campos-do-jordao/' >

SILVIO DWORECKI COORDENA AÇÕES ACADÊMICAS DO SITE DA FAU/USP

16/06/2012

Site permite ver documentação antes restrita ao mundo acadêmico

O Intermeios propõe-se à divulgação do conhecimento e da produção de alunos, professores e técnicos especializados desta Faculdade que é uma das mais maiores e mais respeitadas instituições de ensino e pesquisa do Brasil em Arquitetura e Urbanismo.
Com uma diversidade de temas e formatos no repertório, o público poderá acessar vídeos sobre planejamento urbano, como “Monte Verde” (premiado em 2006 no IFHP, Suíça), ou, acessibilidade no meio urbano, em “No meio do caminho” (2002, 26’). Além de Arquitetura e Urbanismo, outras áreas também estão disponíveis, como: arte, cultura rural, memória e outros temas que esta Faculdade ensina e pesquisa.
Como sugestão para uma primeira visita, destacam-se a série sobre o projeto e a construção do MUBE – Museu Brasileiro da Escultura, de Paulo Mendes da Rocha, e o “banho do laguinho”, tradicional recepção aos novos alunos da FAU.

' st_title='SILVIO DWORECKI COORDENA AÇÕES ACADÊMICAS DO SITE DA FAU/USP' st_url='http://www.textoseideias.com.br/homepage/silvio-dworecki-coordena-acoes-academicas-do-site-da-fauusp/' >

CAESP ABREVIA ABSURDAMENTE TEMPO DE PROCESSOS JURÍDICOS E GARANTE SIGILO TOTAL

16/06/2012

A opção pela arbitragem é um dos instrumentos jurídicos mais utilizados nos Estados Unidos e nos principais países da Europa

Cada vez mais as câmaras de arbitragem surgem como solução para dar mais agilidade e eficiência aos processos jurídicos entre pessoas e/ou empresas. Utilizadas há muitos anos em países desenvolvidos, há 15 anos foram legalmente autorizadas aqui – a Lei 9.307 foi instituída em 1996. Com árbitros especializados na matéria de que trata o conflito, a resolução de casos acontece em um semestre, conforme determina a lei. Esse prazo só é maior se houver concordância entre os envolvidos. Assim, além de beneficiar as partes, podem ajudar a eliminar a lentidão do Poder Judiciário no Brasil, onde trâmites semelhantes chegam a durar bem mais de 10 anos.

Uma das câmaras mais atuantes do Brasil, o CAESP tem realizado por ano cerca de 50 procedimentos arbitrais, segundo informa a superintendente, Ana Claudia Pastore. “Os conflitos entre franqueados e franqueadores respondem por 50% do nosso movimento, graças a uma parceria firmada com a Associação Brasileira de Franchising (ABF) em 2000.

Esse panorama deve mudar em breve, já que o CAESP acabou de assinar convênio com a Associação Comercial de São Paulo ACSP), que vai disponibilizar o serviço para seus 28 mil associados. “Apoiamos historicamente o desenvolvimento desse sistema alternativo de solução de conflitos”, diz o economista da ACSP, Marcel Solimeo, lembrando que sua associação chegou a criar uma câmara de arbitragem na década de 1920.

Enquanto nos processos jurídicos públicos semelhantes qualquer um pode acessar os autos, nas ações em câmaras de arbitragem, o sigilo é uma garantia. Tudo fica na esfera de conhecimento apenas das partes envolvidas e seus representantes jurídicos, além dos árbitros que são por elas escolhidos. Para atender suas demandas, o CAESP possui hoje 30 árbitros cadastrados, especialistas nas mais variadas matérias, que poderão buscar mais facilmente uma solução rápida, simples e justa para o conflito.

Outras vantagens, conforme destaca Ana Claudia, são os custos do procedimento, menores em relação ao despendido na Justiça Estatal. Segundo estudos da professora Selma Lemes, um procedimento arbitral custa 58% menos do que um procedimento estatal. Outra vantagem é a flexibilidade. “A audiência, por exemplo, pode ser remarcada por justo motivo, sem prejuízo para as partes”, lembra a superintendente do CAESP.

' st_title='CAESP ABREVIA ABSURDAMENTE TEMPO DE PROCESSOS JURÍDICOS E GARANTE SIGILO TOTAL' st_url='http://www.textoseideias.com.br/sem-categoria/caesp-abrevia-absurdamente-tempo-de-processos-juridicos-e-garante-sigilo-total/' >

SYLVIA LOEB

16/06/2012

' st_title='SYLVIA LOEB' st_url='http://www.textoseideias.com.br/clientes/sylvia-loeb/' >

COM HEITOR, SYLVIA LOEB ESCANCARA O LADO DO MAL E DA PERVERSIDADE DE UM SER HUMANO

16/06/2012

HEITOR, novela de Sylvia Loeb. Editora Terceiro Nome. Projeto gráfico: Diana Mindlin

216 páginas, 14 x 21 cm, brochura

Preço sugerido: R$ 30

Lançamento: quinta, 28 de junho, a partir das 19 horas, no Restaurante Buttina (Rua João Moura 976, São Paulo – SP)

“A literatura é um caminho para um maior número de pessoas ter acesso ao projeto proposto pela psicanálise: o de aprofundar a intimidade com a própria subjetividade, sempre encoberta pelo inconsciente”, diz Sylvia.

Em Heitor, o mal aparece em algumas de suas inúmeras formas. É escancarado e excessivo, multiplicando-se vertiginosamente, como costuma acontecer no caso desses exageros. Quem se relaciona com o personagem central não sai incólume – ele humilha seus próximos e se compraz dessa atitude, mesmo estando paralisado por um derrame.

“Nascemos amorais, selvagens, sem freios, exigentes na satisfação imediata de nossas necessidades. Não nascemos virtuosos. O bem é uma instância a ser construída, uma dura e complexa arquitetura, que nos obriga a adiar as exigências de satisfação. Temos que percorrer o caminho da linguagem para atingir metas desejadas, admitir a existência do semelhante e sermos capazes de sentimentos de solidariedade e amor. Trata-se de um longo caminho”, comenta Sylvia Loeb.

Tal personalidade e questões que ela inspira estão refletidas em notícias de jornal, trechos de teoria psicanalista “na alta e na baixa cultura”, como observa a escritora, doutora em Literatura Brasileira pela USP e professora da PUC-SP, Noemi Jaffe, na apresentação do livro, destacando a multiplicidade narrativa da autora. Ela define o personagem-título como “perverso: obsessivo, amante de armas brancas, tem nojo de qualquer fluido corporal e despreza os filhos e a mulher, apesar de não conseguir prescindir de sua companhia”.

“Numa prosa breve e penetrante, sem poupar em nada o leitor já meio sufocado, Heitor dá conta de narrar os fatos, os pensamentos e reações das vidas dos personagens, sem resvalar para julgamentos ou autocomplacência”, define Noemi.

Sylvia optou por não oferecer justificativa alguma da existência do mal. “Procuro não dar explicações psicologizantes, na maioria das vezes empobrecedoras”, arremata a autora. Ela tenta “mostrar, por vários meios, a presença do mal e da destruição, seja na natureza ou na ação dos homens” e também “a presença do bem no milagre da natureza, no milagre da poesia”.

Sylvia Loeb nasceu em São Paulo, é psicóloga formada pela PUC-SP e psicanalista pelo Instituto Sedes Sapientiae. Entre outras atividades como psicanalista, atendeu na Escola Paulista de Medicina e atuou junto ao Grupo Biruta de Artes Cênicas (Projeto Quixote). Dedica-se atualmente ao atendimento clínico e supervisão, além de trabalhar em comunidade de baixa renda. São dela “Contos do divã – pulsão de morte e outras histórias” (Ateliê Editorial, 2007) e “Amores e Tropeços” (contos, Editora Terceiro Nome, 2010).

' st_title='COM HEITOR, SYLVIA LOEB ESCANCARA O LADO DO MAL E DA PERVERSIDADE DE UM SER HUMANO' st_url='http://www.textoseideias.com.br/sem-categoria/com-heitor-sylvia-loeb-escancara-o-lado-do-mal-e-da-perversidade-de-um-ser-humano/' >